memória tem um grande peso em nossa perspectiva de sucesso, seja pela aprovação num vestibular de ponta, na aprovação num concurso top de linha ou na qualificação necessária para começar a ganhar dinheiro. Um bom exemplo disso são os médicos e advogados que só podem começar a ganhar dinheiro depois de serem aprovados num rigoroso exame de qualificação, como o Exame de Especialidade e o Exame da OAB, respectivamente.

Mas o que acontece na prática é que no Brasil os pais estudam os filhos para serem empregados. Eles dizem: “Filho, estude bastante para no futuro conseguir arrumar um bom emprego.” Ou seja, a maioria dos brasileiros estudam para ser empregados. Num país desenvolvido o discurso das pessoas de sucesso é bem diferente, lá os pais dizem: “Filho, estude bastante para no futuro você ser um empregador ou um servidor público num importante cargo.”

Você prestou atenção?

 
Muda-se o objetivo final, mas os meios permanecem os mesmos, isto é: para ter sucesso na vida é preciso estudar e estudar muito. Mais ainda: é preciso estudar sozinho.

O sucesso é uma jornada solitária e se o seu sucesso vem através do estudo, então considere o estudo como uma jornada solitária também. Você pode até assistir aulas num cursinho, mas o conteúdo dado em sala de aula representa apenas 10% de tudo o que você precisa saber, o restante é em casa.

O estudo é uma jornada solitária, não é possível terceirizar. Ninguém vai ler por você, ninguém vai estudar textos técnicos por você, ninguém vai fazer provas, vai passar por exame oral por você. Se você está aqui hoje é porque você tem a nobre intenção de vencer na vida pelos estudos, não é verdade? E vencer estudando é um precioso legado que você pode deixar para seus filhos. É magnífico poder vencer pelos estudos e contagiar os filhos com isso.

Ok, você reconhece que o estudo é sua total responsabilidade, mas então surge a inquietante pergunta: Como se estuda esta matéria?

Como se estuda uma fórmula?
Como se estuda uma equação numa aula de engenharia?
Como se estuda gramática?
Como se estuda um texto técnico jurídico?

Deixa eu dizer uma coisa: a dificuldade que muitos estudantes tem em estudar determinados tipos de matérias sabota o projeto de aprovação num vestibular ou concurso. Eles sabem exatamente o que precisam para passar numa prova, mas não fazem a menor ideia de como fazer isso. O que falta para a maioria dos seus concorrentes é o know-how, é o como fazer. Mas quando não sabem eles estudam sem rumo, eles passam horas sem ver qualquer resultados e isso os faz desanimar. Eles perdem a esperança e todos nós sabemos que a pior perda que alguém pode sofrer é a perda da confiança em si mesmo e a perda da esperança.

Quer mudar este quadro?

Veja o curso que tem ajudado milhares de estudantes em todo o país e pessoas que querem melhorar a sua memória.


Um grande abraço,

Renato Alves.
Recordista Brasileiro de Memória.

#Memória